Inscreva-se

domingo, 7 de fevereiro de 2010

Momento Musical nº 4 - Rachmaninov



Demorei, mas agora estou inspirado nesta postagem!

Não conheço a trajetória e a importância deste brilhante pianista, mas por esta performance, atribuo a ele uma carreira vitoriosa. E por que não espetacular? Claro, esta sonoridade robusta, velocidade incrível, dinâmica primorosa e sensibilidade aguçada são os ingredientes de um concertista internacional, um músico espetacular.

Eu conheci esta obra quando ainda era aluno da graduação em música na Federal de Uberlândia. A pessoa que a interpretava era um companheiro de escola, colega de trabalho (Conservatório de Música de Uberlândia), fonte de vídeos de todos os gêneros musicais, companheiro de "roquenrol", entusiasta da performance instrumental, um grande apaixonado pelo violão clássico, um guitarrista de metal, professor de piano e por aí vai... enfim, um amigo - UM GRANDE AMIGO! RODRIGO RIBEIRO.

Posso considerar que meu amor pelo piano se deu ao conhecer esta fantástica figura. Beethoven e Rachmaninov são os compositores pianistas que mais admiro, pois tive o privilégio de conhecer ao vivo e em grande estilo nas mãos deste meu amigo, que hoje está concluindo o seu Mestrado em Performance Musical - Piano, pela Universidade Federal de Goiás.

E sobre esta obra? Verdadeira Obra-prima, curta e SEN SA CIO NAL.

Dois aspectos me chamam a atenção. O primeiro é a expressividade e o outro é a forma.

A mão esquerda realiza um arpejo de execução altamente difícil. Seu discurso não chega a ser sinistro, mas cá entre nós, muitas notas arpejadas bem rapidamente na parte grave do piano não é algo para representar serenidade e alegria contida. Nesse caso, é para preparar, mostrar que algo grandioso está por vir.

Este algo grandioso é a mão direita, realizando uma melodia curta, imponente, cativante, que toca o coração e motiva. Este é o Momento Musical Opus 16 nº 4, escrito por Sergei Rachmaninov e interpretado por Nikolai Lugansky.

A "mão direita" não faz mistério e logo em seu primeiro fôlego, mostra todas as suas intenções. Harmonia e idiomatismo instrumental de dar gosto, mas a grande surpresinha é a suavidade que aparece a diante, concomitantemente ao virtuosismo e força da mão esquerda. Profundamente bem mostrado pelo Lugansky.

Bravo!!! Romantismo `a flor da pele!

O tema inicial é novamente (bem) preparado, e volta com força total. Muita "sonzera", muito efeito, muito bom, fantástico!

BRAVO!!

BRAVO!!

BRAVO!!

Um comentário:

Blog do Professor Graciano Arantes disse...

O meu grande amigo e pianista Rodrigo Ribeiro enviou este comentário:

Luganski, um dos maiores intérpretes de Rachmaninoff na atualidade. Quando vejo a interpretação desse momento musical com suas sextinas na mão esquerda e o lirismo na direita, me recordo de quando estudei a obra...Equilíbrio é a palavra chave ! Abração - Rodrigo Ribeiro

Entre Em Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Conteúdo