Inscreva-se

quinta-feira, 9 de junho de 2016

Minha Aluna Susana Nogueira!

                   No dia 27 de abril de 2014, uma acadêmica dos cursos de mestrado em Letras (UFG) entrou em contato comigo para o curso de violão. Tratava-se de uma jovem apaixonada pela música em sua totalidade, com grande bagagem em literatura e teatro, atuante em diversos projetos artísticos.


"Eu tenho uma pequena noção...conheço as notas maiores e menores e também dois ritmos.. mas é só...toco muito pouco, mas quero aprender de tudo mesmo porque adoro cantar! Inclusive mais pra frente gostaria de aprender a converter a cifra para o meu tom..acho que isso a gente aprende com o tempo né?"

                Perfil maravilhoso, amo atender esse tipo de aluno! Todas as linguagens do violão se florescem antes mesmo da primeira aula. Assim, o aluno já chega "pronto para a briga"! E logo tratamos de iniciar... Susana trouxe um coração brasileiro e bem eclético, variando entre Luiz Gonzaga, Elis Regina, Clara Nunes, os roqueiros, os híbridos, os bossanovistas, os sambistas todos e sua grande referência cancionista, a majestosa Adriana Calcanhoto.


             Susana trazia acordes maiores e menores, algumas facilidades, e também alguns probleminhas, como o desequilíbrio entre mão esquerda e direita. Considero assim, pois a mão direita estava bem limitada ritmicamente, quase nada de arpejos e zero de melodias. O seu violão não era compatível com o tamanho dos dedos e pegada muscular, com cordas levemente mais altas que o necessário, além de uma sonoridade precária para o estudo da parte clássica (melodias e solos). 
                      
                  Trabalhamos várias canções brasileiras e também fizemos algumas melodias para maior intimidade com a geografia do braço do instrumento. Pouco tempo depois, nos abriu a janela dos Estudos Idiomáticos Para Violão Solo, de minha autoria. Obra que visa estreitar as culturas popular (canções) e clássica (solos), visando meticulosa formação técnica da mão direita, ao mesmo tempo, explorando os timbres e sonoridades específicas (idiomáticas) do violão.
                 
                   Para minha grata surpresa e imensa alegria, minha dedicada aluna criou laços com o Estudos nº1, chegando a decorar e tocar toda a peça em aula. Faltou gravar heim Susana!!! Mais tarde, trabalhamos também o Estudos nº3 e pudemos expandir sua musicalidade em canções imortais como Assum preto do Gonzagão e Esquadros da Adriana Calcanhoto. 

                   Abaixo, Susana interpretando Vambora "da Adriana" em grande estilo, com ótima presença vocal, afinadinha, e o acompanhamento de violão bem arrumadinho! Nossa gravação foi em primeiro "take", totalmente sem preparo de arranjo entre sua parte e o violão de improvisação. Foi um verdadeiro retrato da simbiose entre nossas almas artísticas, o que sempre ocorria em nossos brilhantes encontros - saudades!



                   Alma generosa... delicada como a "Gota D'água"... vitoriosa como a flor de lótus... 



                   
                  





Nenhum comentário:

Entre Em Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Conteúdo